Tratamento de Acupuntura em animais portadores de Insuficiência Renal
5 (100%) 1 vote

A insuficiência renal crônica (IRC) geralmente ocorre com o passar dos anos, a medida que os néfrons (unidade funcional dos rins) são destruídos e perdem suas funções. Esta é uma enfermidade de grande incidência principalmente devido ao fato de que na maioria dos casos não há sinais ou sintomas em sua fase inicial. Em muitos casos, os sintomas só aparecem após haver mais de 75 % de lesão renal, restando apenas 25% ou menos da função renal normal.

A maioria dos casos recebidos e tratados pela RENALVET® com o uso da acupuntura associado à hemodiálise , está relacionado à cães insuficientes renais crônicos em que a causa está relacionada à Erlichiose. Devido às proporções endêmicas que esta enfermidade vem ganhando no Brasil e a dificuldade de se obter um diagnóstico preciso à tempo, está tem sido a principal causa de IRA e IRC em cães brasileiros. Lembre-se de levar seu animalzinho em um bom veterinário que contem com um programa para clinica veterinária para melhor atendimento.

Anatomia dos Rins

Os rins são órgãos pares e recebem cerca de 20 % do volume sanguíneo bombeado pelo coração, através das artérias renais. Cada rim possui uma área cortical e uma área medular que se projeta na pelve renal. O ureter é uma estrutura tubular que converge a urina da pelve renal para a bexiga. O néfron é a unidade funcional produtora de urina. Na porção proximal do néfron, temos a capsula de bowman que recebe o sangue parcialmente filtrado por uma densa rede de capilares chamada de glomérulo. O túbulo que parte da cápsula de bowman é dividido em 3 porções: Túbulo contornado proximal, alça de henle (que se estende até a medula dos rins) e túbulo contornado distal. Os túbulos contornados distais se unem em um tubo coletor que leva à pelve renal. O sangue chega ao glomérulo através da arteríola aferente, que é um ramo da artéria renal e sai através da arteríola eferente. As arteríolas aferentes se dividem em capilares que circundam os túbulos e acabam drenados para a veia renal , via arteríolas eferentes.

Função Renal sob o ponto de vista da medicina Ocidental

O rim é um órgão bastante complexo, com diferentes funções. Através da produção de urina, o rim excreta toxinas e subprodutos do metabolismo de proteínas e regula o volume de líquidos e o equilíbrio eletrolítico e acido-base. O rim também tem função biossintética e está envolvido na produção de renina, eritropoietina,prostaglandinas e vitamina D 3. Além disso, o rim também é capaz de produzir gliconeogênese em condições específicas como privação de alimentos e é um local de grande importância para a degradação de alguns hormônios.

A urina é produzida através de ultrafiltração do sangue pelo glomérulo e subseqüente modificação do ultrafiltrado pelos túbulos renais. A filtração é reforçada pela pressão hidrostática nos capilares, criada pela diferença de diâmetros entre as arteríolas aferentes e eferentes.

Em um rim normal, proteínas plasmáticas grandes e glóbulos vermelhos são retidos nos capilares, porém, outros constituintes do plasma passam para o espaço capsular e daí seguem para os túbulos. A maioria das substancias filtradas é reabsorvida de modo passivo ou por transporte ativo através das membranas tubulares, retornando para a circulação, enquanto algumas são secretadas no fluido tubular.
O ultrafiltrado modificado passam dos tubulos para o ducto coletor e da pelve renal, é levado à bexiga na forma final de urina.

Função Renal sob o ponto de vista da Medicina Tradicional Chinesa

  • Governa a água
  • Armazena a essência
  • Controla a recepção do Qi
  • Produção de medula
  • Controla os ossos
  • Controla os orifícios
  • Regula os ouvido

Insuficiência Renal Crônica sob ponto de vista da Medicina Ocidental

A insuficiência renal cronica (IRC) é uma síndrome comum em cães e gatos adultos e idosos e representa o estágio final de uma série de doenças renais. A IRC é geralmente de caráter progressivo mas alterações na dieta do animal podem ajudar a controlar os sintomas urêmicos associados à IRC e podem auxiliar a retardar o processo de degeneração da função renal. Se você é um veterinário, você pode usar um sistema para melhor organização do estado clinico dos animais, como o Nuvem Vet.

Os sinais clínicos da IRC geralmente não estão aparentes até que cerca de 70% à 75% do parênquima renal esteja destruído. Devido à isso , dificilmente se diagnostica a IRC em fase inicial, a menos que o médico veterinário tenha disponível em sua clinica um kit que permita diagnosticar a microalbuminúria. Através da microalbuminúria, o medico veterinário é capaz de diagnosticar a insuficiência renal muitos meses ou anos antes de haver alguma alteração bioquímica em ureia, creatinina ou fósforo. A microalbuminúria mostra o grau de deterioração renal muito antes de haver sintomas.

Efeito semelhante pode ser obtido através de detalhado exame de pulsologia chinesa em animais. Muitas vezes há mudanças de pulso meses ou anos antes de uma alteração física ou bioquímica aparente.

Tratamento de Acupuntura em animais portadores de Insuficiência Renal
error: Content is protected !!